Testemunhos

Klewerson Rodrigues conta a sua experiência com os Parceiros de Deus

Klewerson Rodrigues, 23 anos, é da Sara Nossa Terra de Belém do Pará há 10 anos. Sua vida passou por uma grande mudança depois de se tornar Parceiro de Deus e ser desafiado por uma de suas líderes. “Minha vida financeira não andava. Eu sou designer, então estava muito difícil conseguir um emprego na área, mas eu tinha fé que um dia Deus me atenderia,” conta Klewerson.

Na Celebração de Verão de 2014 Klewerson começou a semear, doando até mesmo o que não podia. Sua semeadura durou três meses. Uma semana após o propósito surgiu um concurso em uma cidade vizinha, para Desinger, com um salário muito melhor do que o que ele ganhava. Decidido e confiante, Klewerson fez o concurso.

“Todas as vezes que eu ia estudar para o concurso eu colocava o CD do Arena Louvor e não parava de ouvir a música “O impossível não existe” e eu escrevia isso em todos os cantos da minha apostila, como uma forma de oração. Quando o resultado saiu eu quase não acreditei. Eu fui o único classificado e aprovado,” relata.

Pouco tempo depois, Klewerson não demorou a tomar posse de seu emprego e logo começou a trabalhar.

“Além de recebermos bênçãos, ajudamos outras pessoas”, diz José Carlos sobre o Parceiros de Deus

Muitos casais vivem em crises em seus relacionamentos e não sabem onde procurar ajuda. A vida conjugal de José Carlos também era assim. O morador de Rio Verde (GO), passava por problemas em sua casa, mas mal sabia que tudo mudaria a partir do momento em que seu filho passasse a frequentar o Arena Jovem.

Certo dia, uns amigos foram procurar pelo filho de José, que gentilmente os convidou para entrarem em sua residência. Com um pouco de conversa, José relatou o que acontecia em seu casamento. Os jovens então não perderam tempo e convidaram toda a família para participar dos cultos da Sara Nossa Terra, no Bairro da Liberdade. “Assim que chegamos, aceitamos Jesus de imediato porque foi uma igreja que nos abraçou e realmente ali encontramos a Palavra de Deus e conforto para o problema que estávamos passando”.

Desde então, a família foi restaurada e com isso passaram a colaborar na casa de Deus. Fazem parte da equipe de consolidação, arrumam a igreja para os dias de culto e contribuem com o projeto Parceiro de Deus, pois sabem que as sementes lançadas dão fruto. “Eu sei que além de recebermos bênçãos, estamos ajudando outras pessoas a saírem das dificuldades. A Sara Nossa Terra é uma igreja abrangente, que busca vidas, independentemente de raça ou cor. Ela está voltada para resgatar vidas para Jesus”, destaca.

 

Georgeane Maria conta a transformação que o Parceiros de Deus fez em sua vida

Georgeane Maria de Araújo é um exemplo de garra e determinação para todos a sua volta. Ela faz parte da Sara Nossa Terra de Belém, no Pará, mas já participou da SNT em Brasília e está na igreja há 20 anos.

Sua vida nem sempre foi fácil, mas desde o início ela escolheu ser Parceira de Deus. “Eu estava com muitos problemas na minha família, não tinha emprego, mas decidi que queria fazer parte desse projeto. Um dia Deus falou comigo por meio de uma atendente do PD. Ela me ligou perguntando se eu queria oração e depois daquele instante minha vida mudou muito,” conta Georgeane.

Além das mudanças em seu lar, Georgeane conta ainda que todos os outros setores de sua vida foram restabelecidos. “A minha vida emocional, espiritual e financeira foram transformadas por Deus. Eu continuei desempregada, por cerca de 2 anos, até que um dia eu escutei uma pregação do Bispo Robson Rodovalho e as portas se abriram, foi sobrenatural. Passados 3 meses que eu escutei a palavra, recebi propostas de vários empregos,” afirma ela.

Estudante Kayo Henrique agradece aos Parceiros de Deus pelas graças alcançadas

IMG_20140724_182552Ele tem apenas 18 anos e há 03  viu sua vida mudar completamente. Desde a sua conversão, o estudante Kayo Henrique busca uma comunhão com Deus, mas suas orações sempre estavam voltadas para a conversão da mãe e do namorado.   “Chamava-os sempre para participar de células e cultos, mas raramente me acompanhavam”, recorda.

Nas Celebrações de Inverno de 2011, debaixo de uma palavra profética do Bispo Robson Rodovalho, Kayo ofertou o melhor de suas finanças naquele altar, declarando a conversão de sua família. “Foi incrível o mover de Deus naquele dia. Após uma hora e meia da minha semeadura, recebi no celular uma mensagem da minha mãe perguntando os dias e horários dos cultos na Sara e afirmando que ela e o namorado estavam sentindo uma forte vontade de ir à igreja”.

Desde então, Kayo passou a acreditar muito mais no Parceiros de Deus.  Mesmo não trabalhando, sempre foi fiel ao projeto. Para não deixar de semear, estudava no período da manhã e vendia balinhas no semáforo a tarde. Algumas vezes usava o dinheiro para pagar a passagem para ir à igreja.  “Em casa tenho um monte de caixas de balas guardadas, considero-as como um grande troféu”.

Enquanto se dedicava à obra do Senhor, os milagres se manifestava no seu lar. Sua mãe e o então namorado foram ao Revisão de Vidas e voltaram decididos a casarem. Mesmo sem recursos financeiros na época, Deus os surpreendeu: com apenas 45 dias de organização, eles fizeram um casamento com um custo de R$ 30 mil reais.

A aliança nos dízimos,  ofertas e no PD abriram o céus em suas vidas e  continuaram a acreditar. “Meu padrasto foi promovido e minha mãe voltou a trabalhar. Eu atualmente sou estagiário no Conselho Regional de Economia, tudo fruto de semeadura”.

E não parou por aí! Kayo teve a grande alegria e privilégio de se formar no Instituto de Vencedores ao lado dos seus pais. “Hoje somos líderes de célula no Arena Jovem Sede. Tenho quatro irmãos mais novos que moram conosco e creio que o Senhor vai usá-los de forma tremenda também”, diz o jovem com grande entusiasmo.