Posts com a tag Comunidade Terapêutica Desafio Jovem

Relembre a última visita dos Parceiros de Deus à Comunidade Terapêutica Desafio Jovem

IMG_7772Dedicar carinho e tempo às pessoas são coisas cada vez mais difíceis nos tempos atuais. Durante o final de ano estes são pensamentos que ficam apenas nas promessas de Réveillon, embora dificilmente saíam do papel, mas para um grupo de voluntários do Projeto Pequeninos este dezembro foi um mês especial. Relembre a visita à Clínica Terapêutica Desafio Jovem de Brasília, que fica em Planaltina e é assistida pelo projeto Parceiros de Deus. 

O grupo se reuniu bem cedo para levar muita alegria e oração aos 20 internos da clínica que esperam ansiosos todas as vezes por esta visita. “Para nós a vinda do projeto à clínica é presente, sempre uma grande alegria. Eles ficam com muita expectativa, se arrumam bem para recebê-los, até mesmo de terno e gravata”, conta o pastor e coordenador Lindenberg Resende Boechat.

Muitos deles não recebem a visita de seus familiares, por isso, esses momentos são tão importantes, como Romulo Rocha que veio do Rio de Janeiro e é um dos internos que há muito tempo não vê a família. “Antes de entrar aqui na clínica eu trabalhava e tinha voltado a estudar, até que me afundei no álcool. Eu já vinha do mundo das drogas. Tinha um contato menor com a minha mãe por morarmos em estados diferentes, então nos falávamos apenas pelo telefone”, diz.

Os voluntários levaram à clínica várias doações de roupas, materiais de limpeza, higiene pessoal, material escolar, frutas, verduras e legumes, carnes, utensílios domésticos, sementes e materiais de jardinagem, entre outros alimentos, além de um delicioso café da manhã e almoço que foi servido após um momento de oração conduzido pelo coordenador Lindenberg Resende.

Bispa Ana Célia Lira, coordenadora do Projeto Pequeninos ministrou um instante de devocional com uma dinâmica de interação e falou sobre o poder de transformação. “Deus tudo pode fazer, mas Ele precisa encontrar em vocês um coração disposto. A gente acha que vício é só aquele que se tem das drogas como o crack, a cocaína, etc, mas outras coisas simples que deixamos passar também são vícios que não reparamos e nem consideramos, como o café, o açúcar, a coca-cola e precisamos cuidar”.

Todos os internos reuniram-se e fizeram um bonito louvor com a música “sou um milagre”, em seguida Bispa Ana Célia deu continuidade a sua Palavra com base no texto de II Crônicas 2:20 e disse: “Vocês tem uma nova oportunidade, não tenham mentalidade de escravo, não queiram voltar para o Egito. Você não é mais escravo, Deus te chamou para ser livre”.

Confira as fotos:

Créditos fotos: Ronaldo Caldas

Paulo Cézar conta como a Comunidade Terapêutica Desafio Jovem tem mudado a sua vida

pauloHá dez anos, Paulo Cézar Moura, 42 anos, é dependente químico e não conhecia a Palavra de Deus. Viciado em drogas perdeu tudo que possuía. Sua família o abandonou e precisou se afastar do seu filho. Tinha o emprego de cozinheiro e pelo vício não conseguiu se manter sóbrio para dar continuidade as suas atividades.

Por meio do CAPS – Centro de Atenção Psicossocial, conheceu a Comunidade Terapêutica Desafio Jovem Brasília, projeto que também é mantido pelos Parceiros de Deus há alguns meses e desde então viu uma nova oportunidade em sua história. “Eu tive vários problemas na minha vida e depois que conheci o projeto tenho procurado o entendimento da Palavra de Deus. Sou muito grato por essa casa não ter desistido de mim, assim como Deus não desistiu de mim”.

Paulo Cézar, junto aos demais alunos, realiza atividades agrícolas e pode assim aprender uma nova profissão. São realizados plantios de todos os tipos de hortaliças e frutas para o consumo próprio. Ele já foi preso e se envergonha muito disso. “Hoje quero ser uma nova pessoa, principalmente para mim e para o meu filho”.

Além das atividades de recreação, profissional e de intimidade com Deus, há também momentos em sala de aula, que é o currículo e o coração do Desafio Jovem Brasília e que tem precisado muito de ajuda, como alguns materiais para sala de aula, porque está tudo muito precário e precisa-se de carteiras e cadeiras.

Paulo Cézar faz um apelo aos Parceiros e aqueles que ainda não fizeram a sua doação. “Peço a colaboração de vocês, que continuem doando e ajudando esta instituição e também as pessoas que estão lá fora, porque ainda tem muita gente precisando de ajuda. Estou retomando um novo caminho na minha vida. Espero que você contribua, seja com material, doação e até mesmo com o seu voluntariado”.