Allan Chander conta como sua semeadura nos Parceiros de Deus lhe rendeu uma multiplicação no salário

Allan Chander está na Sara Nossa Terra de Jardim Irajá (SP), há cerca de 2 anos e sempre ouviu falar dos Parceiros de Deus, mas nunca deu importância ao projeto. “Nunca dei muita bola, nunca procurei saber o que era”, recorda.

Mas ao tomar consciência da grandeza do projeto e todos os benefícios que ele proporciona, o jovem passou a ter outra visão. “A minha igreja está aberta graças aos Parceiros de Deus. Nós pagamos o aluguel com a ajuda dos projeto. Eram 15 pessoas no começo e hoje somos mais de 260, e se não fosse esse investimento, não teríamos esse número de pessoas na igreja”.

Allan conta que sua caminhada nos Parceiros de Deus se deu ainda na célula, passando depois para sua equipe. A meta inicial no projeto era de R$300,00, mas logo iria aumentar, em uma quantia que o jovem não imaginava. Trabalhando em uma empresa de telefonia, Allan não aguentava mais aquela situção, mesmo assim, nunca deixou de honrar seu dízimo e suas ofertas. “Eu ficava sentada 6 horas em uma cadeira vendendo, era complicado, mas sempre honrando os Parceiros de Deus. Foi então que meu chefe me chamou para conversar e hoje ocupo o maior cargo dentro da empresa. A minha meta era R$300,00 e hoje eu ganho 10 vezes mais do que isso. Eu honrei os Parceiros de Deus desde o começo e Deus provou no meu coração”, destaca.