Blog

Por meio da programação da TV Gênesis Marilene Barbosa resolveu voltar aos braços do Pai

Marilene Barbosa já foi usuária de drogas e também traficante, mas ao se ver no fundo do poço, sem saída para os seus problemas, uma luz apareceu no fim do túnel. Era o Senhor que não a desamparou quando mais precisou.

“Eu e meu antigo companheiro devíamos todas as bocas de drogas e um dia a nossa casa foi invadida por traficantes e naquele momento eu tive vontade de  falar com Deus em pensamento e naquele momento eu entreguei a minha vida a Deus”.

Após esse livramento, Marilene passou a ter contato com a programação da TV Gênesis e por meio das pregações, cultos exibidos no canal, aguçou a vontade de voltar aos braços do Pai: “É muito importante a TV Gênesis na vida das pessoas, porque ela vai aonde muitas pessoas não podem estar, mas a TV que está no seu lar fala com você, assim como falou comigo”, acrescenta.
Confira o vídeo na íntegra:

Creche Vó Zizi celebra a ressurreição de Jesus com a 6º Ceia de Páscoa

28032018-_Z2A6447Nesta quarta-feira (28) a criançada da creche Vó Zizi pode participar de um momento super importante, que já está na sua 6º edição: a Ceia de Páscoa. O pequeno Renan Lopes da Silva, de 4 anos, representou Jesus e junto a outros coleguinhas, que representaram os 12 apóstolos, esteve em volta da mesa e repartiu o pão e o “vinho”, assim como Jesus fez em sua última ceia. A coordenadora, Pryscila Prado afirma que a atividade tem o objetivo de trazer o verdadeiro sentido da Páscoa, que é a morte e ressurreição de Cristo. “Ensinamos a eles que não existe um coelhinho mas o cordeirinho, trazendo salvação para as nossas vidas.”

Durante toda a semana que antecede a Páscoa, as crianças aprendem em suas salinhas sobre os símbolos da Páscoa, e o significado da uva por meio do suco, que representa o sangue de Jesus e o pão, que é o corpo e foi rasgado por nós. Ainda na representação da Ceia, Pryscila leu a passagem bíblica narrando o ocorrido e explicou que a Páscoa quer dizer passagem da morte para a vida. Enquanto lia a narrativa falada por Jesus “este é o meu corpo e o meu sangue”, o pequeno Renan, realizava o partir do pão e a distribuição do suco de uva.  Logo após todos se reuniram para um momento de oração e cantaram a música do cordeirinho: “Cordeirinho da Páscoa que trazes pra mim? Amor, perdão e a salvação..”

As crianças ainda tiveram uma grande surpresa, feita pela Lorena Mesquita, da SNT Ceilândia, que trouxe ovos de Páscoa para todos. Com esse gesto, ela afirma que só pensou em ajudar, da mesma forma que pode fazer para os seus filhos, quer também proporcionar essas alegrias para outros. “Quando ajudamos uma criança tudo fica melhor. Me coloco no lugar das mães, que muitas vezes o filho pede algo e não tem condições para comprar. Então isso é o mínimo que posso fazer, ajudar o próximo.”

Confira as fotos:

Créditos fotos: Gustavo Cantarino

Abelhinha marca presença na Conferência Vida com Esperança de Ribeirão Preto/SP

E a nossa abelhinha não para! Nos últimos dias ela esteve com a turma da Sara Nossa Terra Ribeirão Preto, em São Paulo. Na ocasião, o Bispo Robson Rodovalho realizou algumas palestras da Conferência Vida com Esperança na cidade. Vários voluntários estiveram presentes para acolher quem chegava com um sorriso e um abraço apertado. Vestidos com os coletes do projeto realizaram sorteios e entregaram brindes aos presentes. 

Faça você também a sua parte, seja um colaborador desse projeto que tem abençoado igrejas, casas, creches e clínicas para sarar esta nação. Leve a abelhinha para fazer a alegria dos seus amigos, familiares e também daqueles que precisam!

Confira as fotos:

João Henrique confiou sua semeadura no PD e recebeu a cura de uma lesão

Estar lesionado não é uma situação agradável, ainda mais para exercer diversas atividades. A pessoa se sente impotente diante das situações, mas o jovem João Henrique aproveitou sua semeadura nos Parceiros de Deus para pedir ao Senhor a cura de uma lesão na mão que dificultava em situações corriqueiras.

Membro da Sara Nossa Terra de Ribeirão Preto, interior de São Paulo, ele conta que não pensou duas vezes e foi atendido. “Eu fraturei a minha mão e em março de 2017 me tornei Parceiros de Deus. Tenho certeza que a confiança que depositei no projeto me curou. Por isso eu convido a quem tem vontade de se tornar um Parceiros de Deus que seja, porque essa obra vai muito além de bens materiais”, comenta.

E você, quer tornar-se um Parceiros também? Entre em contato pela Central de Atendimento nos telefones: 4007-2144 (Capitais e regiões metropolitanas) ou 0800-6047472 (demais localidades) ou clique aqui